Ambiente de trabalho feliz, profissionais felizes

Texto escrito para Seakalm.

Porque é importante um ambiente saudável?

Não se trata somente da nossa fonte de renda. Se pararmos para pensar, passamos mais tempo no nosso trabalho do que com a nossa família. Isso é um fato. E, por esse motivo, é preciso ser vigilante para que a vida profissional não prejudique a saúde física e mental.

Nada pior para uma empresa do que pessoas que não agregam valor, não conversam entre si. Agem como se cada um fosse autônomo e não fizesse parte de uma equipe. E, para piorar, contamina a todos com sua postura negativa, tornando o ambiente de trabalho um ringue de “contra tudo e contra todos”.

A consequência da má comunicação pode impactar no desempenho e na produtividade dos profissionais. Também interfere diretamente no negócio da empresa, nos resultados e, por fim, no próprio lucro.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Project Management Institute Brasil (PMI), 76% de 300 grandes estabelecimentos definem a falta de comunicação como o principal motivo de fracasso de diversas áreas.

Não importa qual o ramo ou segmento de uma empresa, o sucesso do relacionamento interpessoal e uma boa comunicação interna são primordiais para a prosperidade do negócio. Quanto menor for a empresa, mais importante é para o grupo ter jogo de cintura e se adaptar rapidamente às mudanças. Cada um deve se esforçar para que a equipe seja mais unida, produtiva, criativa e engajada.

Esse esforço deve ser responsabilidade de todos, independentemente do cargo e função.

O ambiente profissional melhora quando cada um valoriza quem é competente e agregador além de combater o que atrapalha a colaboração e a performance da equipe – atitudes atribuídas aos chamados colaboradores tóxicos.

Um bom exemplo é aquele profissional que frequentemente concorda com o grupo numa reunião para refutar a ideia fora de lá, o tal do “digo que concordo mas não farei”. Ou então aquele que adora se defender de um problema mal resolvido, fugindo de todo obstáculo, lançando “esse não é meu trabalho”, “eu já fiz minha parte”.

Também tem o que personifica sua antítese. Aquele que imagina um mundo girando em torno dele e corre para agarrar todo o crédito pelo trabalho “foi ideia minha”, “eu fiz tudo”. Ou quem também, em nome da acomodação geral do grupo, faz pressão para frear algum profissional talentoso e empenhado, dizendo que o que ele está querendo é se exibir e puxar o tapete dos outros. Nem precisa falar do poder destrutivo da fofoca.

Ah, se o cafezinho falasse… e ele fala. Essas atitudes que intoxicam o ambiente prejudicam todo mundo, até mesmo quem pratica. O melhor é que cada um seja um vigilante do bem-estar no seu trabalho.

E você? Já pratica algum método que ajuda a melhorar a comunicação no seu ambiente de trabalho? Conte para nós.

Se por acaso o estresse profissional bater: não se irrite. Seakalm.

Referência:

https://www.edools.com/comunicacao-no-ambiente-de-trabalho/

https://www.domboscoead.com.br/pos-graduacao/noticias/a-importancia-do-ambiente-de-trabalho-saudavel/44

http://www.oapce.com.br/entenda-a-importancia-de-um-ambiente-de-trabalho-agradavel/#

https://endeavor.org.br/dicas-para-criar-um-bom-ambiente-na-sua-empresa/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s